Todo o mundo corporativo precisa corrigir seu problema de diversidade – porque é a coisa certa a fazer, mas também porque é uma boa ideia para os negócios. Se a criatividade pode ser descrita como “pensar fora da caixa”, então parece óbvio que a diversidade só aumentaria a criatividade. Abraçando vários gêneros, raças, orientações sexuais… tudo isso é importante porque ajuda a tornar as empresas e marcas mais criativas, empáticas e representativas de seus clientes e da sociedade em geral.

Com o Free The Bid você está se comprometendo a ter uma opção de diretora mulher considerada, na melhor das hipóteses, ao triplicar os lances de uma produção para um cliente. Uma vez que o lance é enviado, você recomenda a melhor pessoa para o trabalho, homem ou mulher. Sua escolha, sem obrigações.

Ao apresentar seus clientes aos tratamentos femininos, você dará voz às mulheres e terá uma chance valiosa de apresentar o criativo delas. Muitas mulheres não podem competir com os carretéis de diretores masculinos depois de anos de preconceito de gênero. Assumir o compromisso revelará vozes criativas únicas de mulheres cujas visões foram anteriormente negligenciadas. As mulheres geralmente só são convidadas a concorrer em produtos que são comercializados para mulheres – imagine as possibilidades de expansão além do estereótipo.

Comprometer-se com o Free The Bid também é um compromisso de buscar a diversidade em todos os outros sentidos, já que os diretores com perspectivas interseccionais são mais capazes de falar com os públicos de nosso tempo. Acreditamos que a aversão ao risco é a morte da criatividade. Assumir o compromisso não vai apenas se sentir bem e expô-lo a novos trabalhos, mas também é uma decisão de negócios inteligente.

Gosto de dirigir – filmes, videoclipes, fotos de grupo dos meus amigos e quem estiver na minha cozinha – mas principalmente vídeos e filmes.

Fico especialmente feliz quando o produto da minha direção pode ter um impacto social, criar empatia com algo ou alguém, ou simplesmente mover o espectador.

Eu adoro estar no set, adoro viajar e conhecer pessoas e, acima de tudo, adoro captar momentos – momentos que formam histórias, histórias que nos tornam tão unicamente humanos.

Carla Dauden